Notícias

Municípios buscam solução para o problema de assoreamento das lagoas de ETEs

Municípios buscam solução para o problema de assoreamento das lagoas de ETEs, Enzilimp

O novo Marco Legal do Saneamento Básico está motivando vários municípios a procurarem por soluções viáveis e de baixo impacto financeiro para os problemas de assoreamento das lagoas de estabilização nas Estações de Tratamento de Esgotos (ETEs).

Muitos sistemas antigos não estão preparados para absorver uma demanda maior de tratamento que o novo Marco Legal obriga. As soluções atualmente adotadas pelas concessionárias são a extração mecânica do lodo ou o uso de soluções biotecnológicas.

Municípios buscam solução para o problema de assoreamento das lagoas de ETEs, Enzilimp

A extração mecânica representa um investimento de alto valor e, por essa razão, começa a perder espaço para as novas tecnologias. O uso de soluções biotecnológicas é a alternativa que vem se consolidando junto às empresas de tratamento de esgoto devido ao menor valor de investimento e por ser uma tecnologia ambientalmente correta, sem a necessidade de remoção dos resíduos.

O biorremediador Enzilimp vem sendo uma alternativa viável para reduzir o volume de lodo orgânico sedimentado nas lagoas de tratamento. Como benefícios, além de aumentar o tempo de retenção das lagoas e melhorar a qualidade do esgoto tratado a ser descartado nos corpos d’água, promove a redução dos maus odores. E tudo isso com redução dos custos envolvidos na extração mecânica e destinação final do lodo.